#PLENA

Mas afinal, você já se sentiu PLENA em algum momento da vida?

Tenho que dizer que, alguns momentos de euforia como: Estar à caminho de NY de mudança, a colação de grau da faculdade e receber os prêmios do blog me deixaram pensar que eu estava plena. Continuo acreditando que sim porém, depois desse último mês vivido, acho que que “estar plena” é uma sequência de dias e não apenas um momento.

Passei também a acreditar que a felicidade pode ser sentida todos os dias. E que o trecho fa música “Outras Frequências” de uma das minhas banda favoritas, Engenheiros do Hawaii, faz todo o sentindo: “Tantas pedras no caminho são seria ruins.” – Acho que gosto muito de um desafio.

Minha mãe mesmo vive falando: “Tudo na sua vida tem que ser sofrido, né? Se não for assim para que você nem sente graça nas coisas!” – É óbvio que ninguém nesta vida quer sofrer emocionalmente e ficar com o psicológico abalado a ponto de pensar em milhões de coisas ruins MAS, depois de tudo que vivi e a bela reflexão que fiz esses dias, eu realmente preciso passar por algo muito difícil para conseguir algo bom. Fui destinada a isso!

Depois de um 2015/2016 sofrido para que um cacete, eu tô aqui, na metade de 2017 para contar que: Eu estou PLENA há meses.

SIM! Eu acordo sorrindo, vou dormir sorrindo e todos os problemas, por maiores que sejam, estão se tornando detalhes em um dia a dia que anda passando mega rápido e mesmo assim tem sido inesquecível!

E eu, que sempre prezo pela gratidão, venho publicamente agradecer a TODAS minhas amigas que, entenderam que minha cabeça não estava legal e me deram total apoio. Me ouviram, me leram no WhatsApp até de madrugada e, com toda paciência do mundo, souberam lidar com o meu momento. De longe posso dizer que estou “cercada de boas intenções e amigas de nobres corações”.

Eu tô bem musical hoje, então: “Que o amor invada sua casa coração!”.

E fica aqui o meu apelo: Sua amiga(o) está passando por um momento difícil e abriu o coração para você? Não julgue e nem tente dar lição de moral. Apenas ajude! Um simples: “Eu tô aqui, pode falar!” vai ajudar. Deixa a pessoa contar tudo o que sente. O desabafo, muitas vezes, é o melhor remédio para quem está preso dentro de si.

Espero que tenha gostado!
Milhões de beijos,

Continue Reading

Fases ruins acontecem!

Você pode até não gostar da Beca Brait mas, o que ela fala nesse vídeo a maior realidade de todas:

Nós vivemos SIM um momento bem bosta na nossa vida. Sofremos bastante. As fases ruins vem e vão e é preciso aprender a lidar com elas afinal, os problemas nos fazem crescer e amadurecer.
 
Não, não está sendo nada fácil viver!
Ao contrário do que você pode estar pensando, eu não estou fazendo do blog/canal um apoio para me lamentar. Aqui é um espaço onde me sinto confortável, desde 2009 para escrever sobre tudo aquilo que me vêm a cabeça.
Estou desde Outubro de 2016 passando por um monte de coisas. Diversas acontecimentos, daqueles bem difíceis que te fazem respirar fundo e pensar: Desistir é opção? NÃO! Desistir jamais. Porém, não há cabeça que aguente tanta turbulência.
Se até aviões caem, porque meu corpo não iria padecer?
Nada tem saído do jeito que eu esperava. As coisas não fazem mais o mesmo sentindo de antes. Minhas amigas sabem desse meu discurso decor e salteado. Todo santo dia dou “bom dia” para elas no WhatsApp reclamando de como as coisas andam acontecendo na minha vida.
Eu acredito muito em energia e atração. Já falei trilhões de vezes isso aqui. Por isso tenho plena consciência que: SIM, uma certa pessoa entrou na minha vida, me bagunçou inteira, me destruí psicologicamente MAS, que isso tratou-se de uma PROVA, onde eu precisava ser absurdamente resistente a mim mesma.
Não vou entrar no mérito do “relacionamento abusivo” – Até porque acho que isso deveria ser DITO e não escrito (sim, eu penso muito em gravar um vídeo contando o que é relacionamento abusivo na vida real).
Eu ainda vivo essa PROVA que citei acima. Eu ainda estou presa numa fase bem ruim da vida e acredite, eu não vou esperar a vida acabar comigo não! Eu estou fazendo tudo o que posso, tudo que está ao meu alcance, para me ajudar.
O passo mais importante eu já dei: Reconhecer que as coisas não estão bem e que é hora de mudar.
A Muffin não é mais a mesma, isso é fato. ESTOU MUDANDO!
Continue Reading

Isso não existe! Não mesmo!

“Você é a pessoa certa, mas na hora errada.”

Já começo o post te questionando: Se ela é a pessoa certa, porque, com todos os problemas, vai arriscar perdê-la?

Essa frase pode doer muito mais do que um simples “você é legal, mas eu perdi o interesse”. SIM, ouvir que você é uma pessoa maravilhosa mas, a outra pessoa não está pronta para levar as coisas adiante é dolorido demais. É como estar com calor e não querer tomar algo gelado. É como estar com frio e não querer se aquecer… NÃO FAZ SENTINDO!

Por que existe “hora errada”? Você pode até insistir comigo que existe sim um momento errado da vida porém, nessa vida tudo se tem jeito, não é mesmo? Acho tão mais fácil você abrir o jogo para a pessoa que você está gostando e dizer o que realmente está se passando. Com certeza, se ela tiver um sentimento recíproco por você, irá entender que: “Ok, a gente não vai conseguir se ver e se falar toda hora, mas pelo menos um “oi, como vc tá?” e a certeza de que a pessoa ainda te quer, vai acontecer!”

Geralmente, o famoso “hora errado” só aparece quando o relacionamento já está caminhando. Ninguém saí/fica uma vez com alguém e fala: Você apareceu na hora errada! – A pessoa só diz isso depois que está se relacionando e por algum motivo descobre que não quer mais e, por medo (ou falta de coragem) de admitir ou dar um fim no que está acontecendo, inventa esse desculpa (porque para mim isso é desculpa,SIM) de que a pessoa é o par ideal, a nora/o genro que a mãe da pessoa queria ter, a companheira(o) que os amigos vão te ter como sortudo e aí DO NADA, fala que está com problemas que você jamais vai poder ajudar.

É, realmente, eu não posso ajudar! Se eu não tenho controle da minha própria vida, imagina na dos outros.

PORÉM, o que milhares de mulheres tem é o bom senso adulto. Afinal, é preciso ser adulto o suficiente para entender que a pessoa com quem você se relaciona está passando por um momento difícil e que você está afim de ajudar ela ou simplesmente ficar do lado dado apoio moral.
Pois é, apoio moral, muitas vezes é algo que parece simples, mas que lá no final você vai ver que fez uma mega diferença.
Como dar apoio moral? Mostrando que você se importa com os sentimentos, que sempre estará ali no final do dia para ouvir o desabafo e que se precisar, você vai correndo dar aquele abraço.

Nenhum relacionamento é feito de flores 24 horas (e olha que eu sou bem de longe alguém que sabe de relacionamentos).Relacionamento é feito de pessoas com personalidades diferentes, que chegam de outra família, com uma criação diferente e que vocês irão aprender um com o outro. APRENDIZADO mesmo!

A hora errada NÃO EXISTE! O que existe é uma das partes querer desistir.

Lembre-se: Seja sempre sincera e mostre seu interesse. Se você não quer mais, simplesmente abra o coração e fale que não quer nada sério. MAS, jamais fale que é a hora errada.

“Quem quer dá um jeito, quem não quer, arruma uma desculpa.”

Continue Reading

Recomeçar é preciso…

Quantas vezes você já recomeçou?

Talvez eu tenha recomeçado no mínimo umas 3 vezes. Juro!
E acredite, cada remoço eu me sinto mais forte. Afinal, recomeçar é preciso.
A partir de hoje eu posso afirmar que essa é a 4º vez que recomeço.

Recomeçar é o ato de retomar algo. É o verbo transito direto mais profundo que você vai aplicar na sua vida. Seja ele para recomeçar a vida de fato (como eu fiz), ou simplesmente para dar uma chance para novas experiências (como eu também fiz).

Recomeçar a vida é algo mais drástico. Eu, por exemplo, mudei meu corpo em meses após uma cirurgia bariátrica. Me preparei psicologicamente, depois de uma quase depressão que me levou ao extremo e segui até o final com a ideia de que mudar o corpo seria a solução para RECOMEÇAR.

Vocês já leram aqui no blog vários drops como esse, não é mesmo? Drops são os textos mais profundos que eu escrevo (e particularmente AMO, pois é um desabafo na hora certa). Muitos deles falam de relacionamentos, seja amorosos ou simplesmente relacionamento de convivência.

Os relacionamentos (de qualquer tipo) são os que mais me fazem querer recomeçar.

Sou uma pessoa que bota expectativa em tudo por conta da ansiedade e, como num apertar de botão, meu sentimento de alegria vira uma desastrosa frustação. E a culpa não é de ninguém! E tá tudo bem!

Eu sou assim… As mudanças, ou melhor, o recomeço, tem que partir de mim. Só eu posso querer mudar as coisas.

Eu tenho que admitir que o desanimo me pegou. Pegou forte. Sem dó. Me amarrei meses nele. Mas agora, com tanta gente boa do meu lado (sim, você que está lendo isso é uma dessas pessoas) eu posso e tenho força para recomeçar algo que eu tanto amo: o blog.

Não é fácil ser uma pessoa perfeccionista. Eu quero tudo milimetricamente perfeito, quero fazer tudo ao mesmo tempo, quero abraçar o mundo e, na primeira frustração, eu me arraso por completo. Mas não é assim que a banda toca, né?

Eu já sou adulta. É preciso por a cabeça no lugar, ver que tem gente querendo seu bem e é preciso criar coragem.

RECOMEÇAR

Continue Reading

O que você está fazendo?

Oi more, vem aqui, vamos conversar:
Eu nasci numa geração precipitada e ansiosa. Se você não alcançar o sucesso aos 22 anos você é um fracassado. Eles diziam.
Pois bem, repito o mantra de que “tudo ficará bem” everyday of my life.
PORÉM, não é bem assim que funciona. Eu tô querendo há muito tempo alcançar os objetivos pessoais da minha vida. E isso inclui trabalhar muito!
Se eu quiser construir uma família, o mínimo que eu espero dar para os meus filhos é o que os meu pais deram para mim.
Infelizmente, no atual momento, eu trabalho muito. Tipo assim, DEMAIS mesmo. Mas isso não me incomoda, até porque eu tenho (repito) objetivos e eles só se realizam em consequência do trabalho.
Me incomoda um bocado ver você reclamando que está “cansado”… Cansado de que se você não trabalha e não estuda? Diz pra mim!
Cansado de bater perna o dia todo e ter que levantar da cama para reiniciar o roteador quando a internet cai? POR FAVOR!
Não venha me dizer que eu me ausentei. Eu penso muito no futuro… E nele me vejo sentada em uma praia de flamingos em Aruba, bem morena do sol, tomando um suquinho e pensando: PQP! Eu sou foda mesmo!
Se você curte viver essa vida monótona, eu guarda meu incomodo para mim, assim como você tem que guardar os seus comentários de que eu sou “workaholic” para você.
Ok?
 
PS: Repetindo o que eu disse no meu vídeo no youtube quando voltei para o Brasil “O país tá em crise para quem é preguiçoso.”
 
Beijos,
Continue Reading