Mulheres que me inspiram.

Mamãe, você sabe que é a mulher da minha vida né? Hahaha!

As MUSAS que citarei abaixo possuem um Q de importância na minha vida profissional.
Mulheres de opinião forte e que servem de inspiração todos os dias (realmente) para que eu possa continuar com meu projetos pessoais e até mesmo melhorar no trabalho que envolve meu emprego fora do blog, no caso a agência.

Eu acompanho o trabalho das cinco todos os dias, seja pelo Facebook, Instagram, Snapchat e claro, em seus devidos blogs maravilhosos.
Vou contar separadamente o que eu gosto em cada uma e o porque você também deveria ficar de olho do trabalho delas.

Liliane Ferrari

10402726_880012428690182_1562298642741046863_n

Eu tenho um orgulho enorme de dizer que já fui aluna da Liliane. Ela é uma das pessoas mais importantes pelo meu crescimento profissional. Aprendi coisas com essa mulher que ninguém jamais chegou em mim e falou: Olha, é assim que se faz, tá?
A Lili já foi eleita uma das 10 mulheres mais influentes nas redes sociais brasileiras.
Com um CV de dar inveja, ela me inspira pelo que escreve e por todo o trabalho que realiza.
Se você, assim como eu, trabalha com Social Media, fique de olho nela!

Blog  |  Instagram  |  Twitter 

Alê Garattoni

12072550_963857260342071_4899258827945913273_n

Já citei o livro da Alê várias vezes aqui no blog. O It Girls apareceu por um acaso na minha mão enquanto eu estava em um livraria bem conhecida.
Aquele livro de capa dura, preta e com um logo cor de rosa me chamou a atenção e quando me dei conta já estava seguindo os passos ali ensinados.
Nunca vi a Alê pessoalmente, mas parece que todas as vezes que leio o blog dela meio que ouço a sua voz imaginária dentro da minha cabeça… Tudo o que ela escreva me ajuda de alguma forma, seja no blog ou na vida pessoal.
Dê profissionalismo a etiqueta pessoal, essa mulher saber que o branding pessoal é fundamental para qualquer um e eu posso afirmar: Ela está certa!

Blog  |  Instagram  |  Facebook 

Helô Gomes

Captura de Tela 2015-10-21 às 12.20.36

Helozita (como ela mesmo se entitula em suas postagens do Instagram) deveria escrever um livro. Ou melhor: Deveria escrever logo uns 10 para que eu possa ter uma overdose de seus pensamentos maravilhosos.
Conheci o blog da Helô por causa da moda e quando percebi estava procurando sobre literatura, história e muito mais.
A Helô escreve tão bem que me deixa sempre presa em seus textos. Além de ser dona de um estilo irreverente (os looks dessa mulher me deixam de queixo caído) ela têm, na minha opinião, o instagram mais legal de todos! Fotos e legendas que se completam de uma forma sutil.
Uma poço de cultura e criatividade você tem que conhecer o trabalho dela!

Blog  |  Instagram

Catharina Dieterich e Manuela Bordasch

03-anuela-Bordasch-e-Catharina-Dieterich1

Eu posso chamar elas de MUSAS porque esse é o bordão mais usado pelas duas hahaha!
Há um tempão acompanho o trabalho do Steal The Look e nunca conheci um projeto tão incrível como este. Se você não conhece, tá esperando o que?
Catharina e Manuela me servem de inspiração  quando o assunto é empreendedorismo na internet. Além de toda a bagagem mais valiosa que elas carregam sobre moda as duas em seus snaps, posts no blog e fotos no instagram me passam uma visão de: Eu posso ser linda e mega poderosa!
Como sei de toda a história do Steal The Look consigo levar bem a sério aquela história de que se você acredita em algo deve batalhar para que ele chegue no auge.
Elas me dão um gás, um ânimo a mais para querer continuar trabalhando nas minhas coisas.

Steal The Look   |  Catharina Dieterich  |  Manuela Bordasch

Espero que você tenha gostado de conhecer as mulheres que me inspiram!
Quais são as suas?
Me conte aqui nos comentários!
Beijos,

Continue Reading

Escolha, corpo, complexo, liberdade e etc.

Até parece meio besta, mas quando você passa sua vida inteira SEM poder escolher uma roupa e de repente tem essa oportunidade é quase que um sentimento de liberdade.

large

Vou explicar desde o princípio:
Eu sempre fui gordinha, mas nos últimos 4 anos eu estava OBESA! Sendo assim eu nunca pude usar as roupas da moda como minha amigas magrinhas. Por complexo comigo mesma eu nunca usei um vestido, uma saia, um shorts ou algo que mostrasse as pernas.
As blusas bonitinhas que todo mundo usava era um sonho para mim. Afinal, algo que cobrisse todas as dobrinhas e disfarçasse a gordura seria o ideal, ou seja, essa roupa seria algo de “tiazona”. Quanto mais largo melhor!

Eu sei que não deveria ter vergonha de mim mesma… Mas eu não estava feliz com aquele corpo!

Decidi que deveria emagrecer ou eu iria ficar mais doente do que já estava.

(Eu vou fazer um post dedicado ao meu emagrecimento, fiquem calmas hahaha!)

Cheguei a usar calça tamanho 50, ACREDITE!
Agora, que estou 25 kgs mais magra e já estou usando 44 posso dizer que: A sensação de entrar em uma loja, ver que TUDO te serve e você pode escolher o modelo, cor, corte, tamanho é maravilhoso!

Antes, o que me servisse era o que eu levava… Não importa o que era. Servindo já era uma vitória!
Agora não! Eu posso falar: Nossa, serviu! Mas não gostei porque não me valoriza ou, não deixou com cinturinha ou, a cor não combinou comigo.

Escolher é como ter uma sensação de liberdade!
Imagine uma pessoa entrando em uma loja e correndo saltitante entre as araras, vendo que todos os 44 que estão alí servem e vão ficar incríveis!

Eu sei que ainda faltam mais 20 kgs para eu chegar ao meu peso ideal, mas eu tô me esforçando…

No momento eu tô tão feliz comigo mesma, com meu corpo que se vestir me dá até prazer. Comprar roupas que antes era uma obrigação, agora virou diversão.
Eu tô sorrindo mais para o espelho e me sentindo LIVRE de algo que me incomodava.

large (1)

Continue Reading

Sobre viajar sozinha…

Qual é o problema disso?

Quando o assunto “viajar sozinha” vem acompanhado da palavra intercâmbio tudo bem, tudo bom. Mas, quando ele vem acompanhado da palavra férias tudo muda.

Percebi que as pessoas possuem um pré-conceito sobre viajar sozinha quando a intenção desta viagem é apenas relaxar, passear… Turistar.

FotorCreated

Eu já viajei sozinha! Não era a passeio, era a trabalho, mas isso não me tirou a oportunidade de conhecer um lugar novo e aproveitar tudo que o resort onde eu estava hospedada poderia me oferecer.

No começo desse mês minha melhor amiga foi viajar de férias sozinha (só não fui com ela pois nossas férias do trabalho e faculdade não casavam as datas #chateada). Quando ela voltou eu queria saber tu-do da viagem que ela havia feito para Punta Cana – República Dominicana!

Durante nossa conversa ela me contou que muitas pessoas ficavam indignadas por saber que estava viajando sozinha de férias, como se isso fosse algo anormal/estranho.

Ok que, no caso dela, ela foi sozinha pois estava sem companhia (principalmente a minha hahahah! Beijão) mas, e quem opta desde o início ir viajar sozinho?

As vezes, passar 1 semana longe, em um lugar lindo, um hotel super legal e uma cidade diferente pode ser inspirador! Sozinha você vai descobrir do que é capaz de fazer, do que realmente tem vontade, do quanto sabe se virar e claro, vai refletir… Vai refletir muito, por as ideias no lugar. Você vai olhar para as coisas com mais cuidado e atenção.

Viajar acompanhada é muito legal, é maravilhoso mas, sabe aproveitar o que você mesma tem para se oferecer é melhor ainda!

FotorCreated1

Fique com a dica: Quando suas férias chegarem e você tiver condições financeiras de viajar mas não tem companhia… VAI! Vai sem medo!
Escolha um destino que se encaixe no seu orçamento e que seja do seu gosto e #partiu. Eu tenho certeza que você vai aproveitar muito e irá voltar para casa com outra cabeça, novas ideias, renovada e com vontade de por muitos outros projetos em execução.

APROVEITE VOCÊ MESMA! Você é sua melhor companhia. :)

Espero que tenha gostado. Não esqueça de comentar!
Beijos,

Continue Reading

De todos os alvos da vida…

Eu acertei o errado!

Já faz umas 5 horas que eu to chorando…
Chorei por dentro e por fora. Chorei pelos poros!

Como em um barco furado, eu entrei. Sentei do lado do motor e dei força total. Só não me toquei que, neste barco estava meu nome. E claro, barco furado que desce correnteza: Afunda!

MLAixnXAZ7

Meio cedo (não sei se isso é bom ou ruim), eu percebi que nada do que eu fazia tinha sentindo!

Já tentou procurar uma certeza onde nem mesmo o seus passos são firmes?
Ou quando tenta transformar todos os seus problemas em 40 longos segundos sem respirar em baixo do chuveiro?

Pois é, eu tô assim!

Eu sei que acertei no alvo errado mas, tenho uma parcela de esperança bem grande que pode me ajudar…

Ora, eu sou esforçada, sou “novinha”, tenho muito o que aprender, sou de boa família e tenho bons amigos.

Mas e daí? O contorno não faz o desenho se ele não estiver colorido!

Eu quero algo extraordinário nesta vida.

Diferente de qualquer texto de “auto-ajuda” ou de  “desabafo”, eu termino assim:

Vou fingir que depois de desabafar nesse texto, que tudo melhorou. Beleza?

LB5XtQkNXV

 

FICA BEM

Continue Reading

Quando o amor acabou…

large

Será que só ele não percebeu?
Eu fiquei anos tentando. Sim, anos! Até que chega uma fase da sua vida em que você realmente percebe: A prioridade sou eu mesma!

Eu não vou mentir e dizer que acordei determinada a te esquecer. Vamos concordar que, esquecer uma pessoa é algo difícil e requer muito tempo, muita habilidade e coragem.
Eu estou me superando a cada dia e, por mais estranho que pareça, já estou sobrevivendo 72 horas sem lembrar daquele ser que me fez ficar arrepiada diversas vezes, me tirou o sono e fez dar risadas bobas no meio da madrugada.

A fase do “esquecimento” começou quando eu te vi aquele dia. Lembra daquele dia? Sim, aquele em que a gente por um acaso se encontrou na balada e você estava com outra pessoa… Outro alguém que eu nem faço questão de lembrar o rosto. Foi então que cheguei a conclusão: Eu não sou mais especial como você dizia. Afinal, coisas especiais são insubstituíveis.

Você também deixou de ser especial e eu te substitui!

Anteontem eu te vi, a gente se encontrou, numa madrugada qualquer. Porque? Porque eu fiz a burrada de te mandar uma mensagem quando estava bêbada. Aí, você, com o sorriso mais lindo e sacana do mundo, dentro do carro, só nós dois, me pergunta: “Por que você queria me ver?”

Eu sou muito sincera e as vezes até me torno grossa (mas quem liga?). Na hora, respondi de imediata: “Porque eu estava bêbada, ué!”

Num segundo, já meio perto de mim, você responde: “Agora você só vai me procurar quando estiver bêbada?”

Eu respondi: “Acho que sim. Eu não tenho mais o porquê de te procurar por amor…”

Uma tonelada caiu em cima de mim nesse minuto. Todas as milhões de fichas caíram e eu percebi: O AMOR ACABOU!

E eu to aqui, me parabenizando, me aplaudindo por ter superado este, que eu cheguei achar ser o evento mais eterno da minha vida: amar você!

EU NÃO TE AMO MAIS!
EU NÃO SINTO MAIS!
EU ME LIBERTEI!

Fica aqui meu último texto sobre VOCÊ…
Beijos,
Fui viver a minha vida!

large (1)

Continue Reading