Fiquei OFF real por 3 dias!

Juro por Deus que eu me vi naquela fake news do Sensacionalista “Fulana fica em internet e descobre que mora com duas pessoas e eles são seus pais.”  [choraderir]  Seria cômico se não fosse trágico!

Eu passo o meu dia inteiro, 24 horas, conectada. Eu trabalho com internet duplamente: aqui no blog e lá na agência. É quase que inevitável ficar desconectada. Eu resolvo tudo por telefone e pelo computador. Aliás, faço tanto serviços bancários pelo telefone que eu praticamente me senti um ET outro dia quando fui sacar dinheiro no caixa eletrônico. Gente! Me ajuda! Eu só uso cartão!

Mas, bem longe da aberração que foi a cena da minha pessoa sacando dinheiro e descobrindo que existia outra milhões de funções no caixa eletrônico, foi o fato de eu viajar com a minha família nesta Páscoa… Ok, viajar com a família, ainda mais numa data desta é super normal, certo? ERRADO quando o lugar não possuí sinal de NENHUMA operadora!

Deus do céu! Quando estava chegando no destino, percebi que meu sinal ia diminuindo e que do 4G fui em para o Edge em minutos e da li para o NO SERVICE em um piscar de olhos.

No primeiro momento, pensei: “Ah, tranquilo! Tô sem sinal!”
No mesmo dia, quando fui dormir: “Meu Deus, alguém tem sinal? Eu tô sem falar com ninguém!”
No dia seguinte de manhã: “Gente, o que tá acontecendo? Eu não tenho o que fazer!”

Detalhe: Eu estava em uma chácara com piscina, campo de futebol, espaço pra vôlei, uma lago enorme que poderia pescar e nadar, salão de jogos com sinuca, muuuuita comida típica de sexta-feira santa + domingo de Páscoa… QUAL ERA MEU PROBLEMA? Eu acha que se não postasse no Stories que estava me divertindo, a pessoas não iria saber o quão “FUN” a minha vida é. OI? E quem disse que eu preciso mostrar pra outras pessoas que minha vida é ou não legal?

Eu parti pro descontrole e comecei a reclamar da falta de sinal e, me aproveitei da falta de algumas coisas de supermercado para convencer meu tio a ir até a cidade (o que ficava 10km dalí) para eu poder usar o sinal do meu celular. SOCORRO! QUE VÍCIO!

Adivinha? Descobri que nada de mais aconteceu nessas 24horas sem sinal. NADA! Estava tudo bem! Todo mundo tinha visto meu último Stories na qual falei que estava viajando.

Meio que meu desespero foi acalmando e quando voltei para a chácara, sem o sinal, eu comecei a prestar a atenção nas conversas da minha família.

Você pode até estar pensando: “Nossa, você é muito exagerada! Ficar sem celular é super de boa!” – Não, não é super de boa quando ele se torna um vício e todas as suas relações interpessoais estão resumidas a serem digitadas com dois dedos numa tela touch com sinal 4G.

Imagine para uma pessoa que sofre de ansiedade ficar sem fazer algo que, aparentemente, dá um prazer absurdo para ela. Estar sendo contrariada num momento de desespero é quase que pedir para surtar. E olha que as crises de ansiedade te fazem falar coisas e agir de uma forma que “você não é você”.

Esse post foi um relato do vício. Quando você é uma pessoa assumidamente dependente do celular/internet e tudo o que você faz te leva a usar esse tipo de recurso, ficar sem ele é quase que o fim do mundo.

OU MELHOR: Está bem longe do fim do mundo! Você começa a entender que não precisa dar satisfação da sua vida pros outros, que os momentos vividos valem muito mais do que ficar provando as outras pessoas que você “falsamente viveu ele”.

Eu tenho fotos dessa Páscoa com a família e sem sinal nenhum… E essas fotos estão guardadas comigo… E adivinha? Pra mim tem muito significado e eu nem precisei postá-las no meu Instagram!

Como diria o Bial nos BBB’s que ele apresentava: “Vem viver o mundo aqui fora!”

Essa foi a única foto que eu postei quando fui até a cidade próxima da chácara numa tentativa de usar meu sinal.
Fala sério, eu poderia ter esperado voltar para SP para postá-la. Tudo aconteceria numa boa!

Continuar a leitura

#Decolei – Curitiba

Meio despretenciosa, mas essa é a mais nova TAG do blog: #Decolei.

Prometi que no ano de 2018 eu iria viajar muito mais. Não iria perdoar um feriadinho se quer! E claro, iria por isso em ação definitivamente.

Como sou paulistana, o primeiro feriado do ano é logo no dia 25 de Janeiro, aniversário de SP. Este ano ele seria uma emenda daquelas. Sensacional!

Não perdi tempo, me juntei com meus pais e: #Decolei Curitiba.
Fomos para a cidade mais charmosa do Brasil, onde o inverno parece reinar o ano inteiro.

Fiquei apaixonada pela cidade e, consegui planejar todos meus passeios com antecendência. Fui determinada a fazer tudo o que coloquei na minha lista.

Sou uma pessoa mega organizada e, no quesito VIAGEM não poderia ser diferente.  [heart]

Minha intenção é colocar nos posts de #Decolei indicação de lugares que eu fui naquele destino, amei e super-indico.

A primeira grande lição dessa viagem foi: Ter a capacidade de viajar APENAS com a mala de mão. Economizando no despache de bagagem!

Que HINO de economia hahahaha!
PS: Se quiserem saber como viajar apenas com uma mala de mão, comente!

Durante a semana pré-viagem, criei a minha lista de passeios. Pesquisei muito em outros blogs e, em fotos do Instagram (Amo lugares instagramáveis  [choraderir] ). Minha listinha ficou assim:

Como pode ver, existem desde parques até restaurantes. Fui em TODOS! Listinha concluída com sucesso!  [taca]

E adivinha? Minhas fotos ficaram maravilhosas lá no Instagram. Aliás, você já me segue lá? @BrunaMuffin
Dá uma olhadinha rápida no que você pode encontrar por lá:

Espero que tenha gostado!
Em breve uma nova viagem será postada aqui.

Beijinhos,

Continuar a leitura

Coisas que aprendi/conheci em NY

Com certeza alcancei o ápice da vida quando estava eu, com recentes 22 anos embarcando sozinha para morar em Nova York. Uma decisão tomada às pressas, mas executada com louvor, dedicação e muito aprendizado.

Quando conversava com alguém que já tinha morado fora e ouvia: “É uma experiência única. Você se descobre.” eu ficava com os olhos brilhando porém, não conseguia imaginar como era ter essa sensação de se descobrir.

Quando cheguei em Nova York, meus olhos ficaram mais arregalados do que nunca. Meu olhar era 360º. Meus ouvidos eram mais sensíveis, eu podia ouvir até os pensamentos das pessoas. Eu me sentia muito dona de mim! Independência maior não existia.

Vi, vivi, aprendi, conheci, experimentei muitas coisas. Foi um novo ritmo e estilo de vida. Quando voltei ao Brasil pude refletir e fazer um balanço do que era bom e valia a pena aplicar na minha rotina aqui:

  • O metrô é o transporte mais rápido que você vai ter. Sem trânsito, sem preocupação para estacionar, sem gastos inesperados. Sinto muita falta do metrô de lá! Se em SP fosse igual, com certeza a vida de muitos seriam mais fáceis.

  • Apartamentos menores são ótimos, fáceis de limpar e, o famoso “Menos é Mais”. Quanto menos objetos na decoração da casa, melhor. Seu dia a dia fica facilitado.

  • Foram 5 meses sem assistir TV. Apenas usando meus serviços de streaming e eu desenvolvi muito mais meu lado criativo!

  • Refeições pensadas. Organizar e pensar na sua refeição do dia seguinte, deixá-la pronta, facilita absurdamente a sua rotina!

  • Valorize as feiras de rua que temos aqui no Brasil. Nossas frutas são milhões de vezes melhores. Aliás, qualquer alimento de origem vegetal aqui no Brasil é milhões de vezes mais gostoso, saboroso e saudável do que os da América.

  • O famoso “cháfé” é uma delícia! Aqui no Brasil eu não criei o hábito de tomar café por achava muito forte. Lá eu passei a amar o café mais fraco com leite.

  • Se você tem um ritmo de trabalho intenso, onde passa muitas horas fora de casa, saia preparada! Mochila é o seu maior aliado. Leve aquilo que você tem certeza que irá precisar para passar um dia todo longe de casa.
  • Ter horário é fundamental. Organize seu dia. Ser pontual nos compromissos é essencial!

Morou fora? Me conte suas experiências aqui nos comentários.
Se gostou do post, compartilhe com suas amigas! Beijinhos,

Continuar a leitura

Um dia em Campos do Jordão.

Ao contrário do que você pensa, passear por Campos do Jordão, interior de São Paulo, não é necessário um final de semana todo. Em apenas um dia eu pude aproveitar todo o charme da Suíça brasileira e recomendo muito!

campos_do_jordao

Campos do Jordão é um cidadezinha localizada a 2h30min da capital de SP e fica no meio da Serra da Mantiqueira, o que faz com que a cidade cercada por montanhas tenha temperaturas baixas no vale e lembre muito a Suíça na temporada de inverno.

Sempre achei que eu precisaria passar dias em Campos para poder aproveitar tudo. eu estava enganada! Em apenas um domingo eu pude fazer por lugares incríveis por lá com meu namorado e foi sensacional.

Acordamos as 6 da manhã e as 7:30 estávamos saindo de casa. Por volta das 9:30 chegamos em Campos e já formos logo aproveitar o teleférico que saí do centro de Capivari e com o ingresso de ida e volta ele nos leva até o famoso Morro do Elefante, um lugar com uma vista para todo o vale. Lindo demais!

Na volta desse passeio fomos para o centrinho, onde é conhecido pelo Festival de Inverno e pelo restaurante da cerveja Baden Baden.

Andamos por todas as ruas, entramos em várias galerias/mini-shoppings e vimos muitas coisas lindas. A cidade em si tem uma arquitetura européia, tudo é muito bonito e fotografável haha!

Comemos um chocolate divino no Aspen Mall, almoçamos no restaurante Safari e compramos cervejas na Baden Baden junto com um copo próprio para a bebida.

A tarde fomos para o Amantikir, um jardim especial com um percurso de 1,5km de plantas lindas, jardins belíssimos e paisagens incríveis. Recomendo demais o Amantikir e acho que foi um passeio memorável! Fiz fotos lindas e não me canso de falar dele para os conhecidos. Lindo, lindo!

Veja as fotos:

Campos_do_Jordao Campos_do_Jordao_1 Campos_do_Jordao_2 Campos_do_Jordao_3 Campos_do_Jordao_4 Campos_do_Jordao_5

Espero que tenha gostado. Não esqueça de comentar!
Beijos,

Continuar a leitura

Sobre viajar sozinha…

Qual é o problema disso?

Quando o assunto “viajar sozinha” vem acompanhado da palavra intercâmbio tudo bem, tudo bom. Mas, quando ele vem acompanhado da palavra férias tudo muda.

Percebi que as pessoas possuem um pré-conceito sobre viajar sozinha quando a intenção desta viagem é apenas relaxar, passear… Turistar.

FotorCreated

Eu já viajei sozinha! Não era a passeio, era a trabalho, mas isso não me tirou a oportunidade de conhecer um lugar novo e aproveitar tudo que o resort onde eu estava hospedada poderia me oferecer.

No começo desse mês minha melhor amiga foi viajar de férias sozinha (só não fui com ela pois nossas férias do trabalho e faculdade não casavam as datas #chateada). Quando ela voltou eu queria saber tu-do da viagem que ela havia feito para Punta Cana – República Dominicana!

Durante nossa conversa ela me contou que muitas pessoas ficavam indignadas por saber que estava viajando sozinha de férias, como se isso fosse algo anormal/estranho.

Ok que, no caso dela, ela foi sozinha pois estava sem companhia (principalmente a minha hahahah! Beijão) mas, e quem opta desde o início ir viajar sozinho?

As vezes, passar 1 semana longe, em um lugar lindo, um hotel super legal e uma cidade diferente pode ser inspirador! Sozinha você vai descobrir do que é capaz de fazer, do que realmente tem vontade, do quanto sabe se virar e claro, vai refletir… Vai refletir muito, por as ideias no lugar. Você vai olhar para as coisas com mais cuidado e atenção.

Viajar acompanhada é muito legal, é maravilhoso mas, sabe aproveitar o que você mesma tem para se oferecer é melhor ainda!

FotorCreated1

Fique com a dica: Quando suas férias chegarem e você tiver condições financeiras de viajar mas não tem companhia… VAI! Vai sem medo!
Escolha um destino que se encaixe no seu orçamento e que seja do seu gosto e #partiu. Eu tenho certeza que você vai aproveitar muito e irá voltar para casa com outra cabeça, novas ideias, renovada e com vontade de por muitos outros projetos em execução.

APROVEITE VOCÊ MESMA! Você é sua melhor companhia. :)

Espero que tenha gostado. Não esqueça de comentar!
Beijos,

Continuar a leitura